Skip to content

Melhores Livros de Simone De Beauvoir

Simone de Beauvoir (1908-1986) foi uma filósofa, escritora, e feminista francesa que desempenhou um papel significativo no desenvolvimento do existencialismo e no movimento feminista do século XX.

Ela é mais conhecida por seu livro “O Segundo Sexo” (Le Deuxième Sexe), publicado em 1949, que é uma obra fundamental no campo da teoria feminista.

A contribuição de Simone de Beauvoir para a filosofia é frequentemente associada ao existencialismo, uma corrente de pensamento que se concentra na existência individual, na liberdade e na responsabilidade pessoal.

Simone de Beauvoir também foi uma escritora prolífica, produzindo romances, ensaios, memórias e peças teatrais ao longo de sua carreira.

Além de seu trabalho filosófico e literário, Simone de Beauvoir desempenhou um papel importante no movimento feminista, contribuindo para a conscientização sobre as questões de igualdade de gênero e os direitos das mulheres.

Ela era uma defensora ativa da emancipação das mulheres e da luta contra o sexismo.

Conteúdo:

    Melhores Livros de Simone De Beauvoir

    Melhores Livros de Simone De Beauvoir

    Simone de Beauvoir deixou um legado duradouro como pensadora, escritora e ativista, e sua influência na filosofia, na teoria feminista e na literatura continua a ser reconhecida e estudada até os dias atuais.

    Nesse post listamos os melhores livros de Simone de Beauvoir. Confira a lista a seguir.

    A Mulher Desiludida

    O livro A Mulher Desiludida foi ublicado em 1967, pouco antes de Simone de Beauvoir completar sessenta anos, A mulher desiludida representa toda a potência literária de uma escritora brilhante em seu auge.

    O livro reúne três histórias independentes, narradas por suas protagonistas, mulheres confrontadas com situações de ruptura que colocam em xeque suas certezas.

    Na primeira, uma intelectual de esquerda se vê em conflito com as posições cada vez mais conservadoras do filho, ao mesmo tempo que luta contra a fatalidade do envelhecimento.

    Na segunda se dá o monólogo de uma mulher angustiada e fora de si, após dois casamentos fracassados e o suicídio da filha. O último texto trata do desmoronamento da vida de uma mulher abandonada pelo marido e desprezada pelas filhas.

    Sob o ponto de vista íntimo e dilacerante dessas personagens, os contos refletem sobre a condição da mulher e seu papel numa sociedade ainda dominada pelos homens.

    Com tradução de Helena Silveira e Maryan A. Bon Barbosa, esta edição conta com um contundente prefácio da escritora Andréa Pachá.

    O Segundo Sexo

    Desconto Encontrado

    O livro O Segundo Sexo foi publicado originalmente em 1949 e consagrou Simone de Beauvoir na filosofia mundial.

    A obra, no entanto, não ficou datada e tornou-se atemporal e definitiva.

    Este boxe traz a divisão original em dois volumes.

    No primeiro volume, a autora aborda os fatos e os mitos da condição da mulher numa reflexão fascinante.

    Já no segundo, Simone de Beauvoir analisa a condição da mulher em todas as suas dimensões: sexual, psicológica, social e política.

    Todos os Homens são Mortais

    Desconto Encontrado

    Questionando o poder, a cobiça, a morte, o prazer, o destino e a transcendência, o livro Todos os Homens são Mortais é um ensaio em forma de ficção, é visto como uma porta de entrada para a filosofia existencialista de Simone de Beauvoir, além de ser considerado um de seus romances mais fascinantes.

    Com tradução de Sérgio Milliet, esta edição especial conta com prefácio inédito da premiada escritora Adriana Lisboa.

    Memórias de Uma Moça Bem-comportada

    Desconto Encontrado

    O livro Memórias de Uma Moça Bem-comportada é uma esplêndida autobiografia de uma das maiores escritoras do século XX, Simone de Beauvoir.

    Dona de um espírito inconformado e autêntico, Simone nos mostra sua infância religiosa numa família de classe média parisiense, a adolescência rebelde e a posterior devoção à literatura.

    Ela evoca vividamente suas amizades, seus interesses amorosos, seus mentores e o início da duradoura relação com o escritor e filósofo existencialista Jean-Paul Sartre.

    Memórias incríveis, numa obra essencial para quem deseja conhecer um pouco mais a vida de um dos principais ícones do feminismo até hoje.

    A Força da Idade

    Desconto Encontrado

    No livro A Força da Idade, Simone de Beauvoir, uma das maiores intelectuais francesas da história, discorre neste livro sobre um período bastante decisivo em sua trajetória.

    A aproximação com a filosofia, o encontro com Jean-Paul Sartre e a eclosão da guerra em 1939 são acontecimentos que terminam por influenciar a formação literária, filosófica e política da escritora, que, mesmo em um cenário de agitação internacional, soube encontrar força no exercício da própria liberdade.

    Esta edição de A força da idade, uma das obras dedicadas às memórias de Simone, conta ainda com a apresentação de Mirian Goldenberg, antropóloga e colunista da Folha de S.Paulo.

    Os Mandarins

    Publicado em 1954, o livro Os Mandarins, assinala o definitivo engajamento político e literário de Simone de Beauvoir.

    Romance existencialista, Os Mandarins descreve a atmosfera febril da França entre 1944 e 1948, as repercussões da Segunda Guerra Mundial, a agitação intelectual, a corrupção moral, os dilemas e as dúvidas da esquerda e, sobretudo, “o chão coberto de ilusões desmoronadas”.

    Simone de Beauvoir recebeu por este livro um dos mais importantes prêmios literários da França, o Goncourt.

    A Convidada

    Desconto Encontrado

    Os intelectuais Pierre e Françoise são um casal livre, que desperta admiração e inveja naqueles que o rodeiam.

    Nada, nem mesmo a guerra iminente, parece capaz de ameaçar essa relação até o surgimento da misteriosa Xavière, jovem provinciana que vai morar em Paris.

    O livro A Convidada é o primeiro romance de Simone de Beauvoir, com fortes toques autobiográficos.

    A Convidada expõe as incertezas, paixões e frustrações nos meses que antecederam a Segunda Guerra Mundial, descrevendo num estilo ágil e vibrante a boemia intelectual parisiense do final dos anos 1930.

    A Velhice

    O livro A Velhice é uma obra profunda e corajosa, alcançou grande repercussão em todo mundo, levantando questões e soluções para os problemas dos idosos.

    A Velhice é uma obra intensa, aparentemente cruel porque retrata muitas vezes uma realidade cruel, mas carregada de sensibilidade.

    As Inseparáveis

    Desconto Encontrado

    O livro As Inseparáveis foi escrito em 1954, cinco anos após a publicação do livro O Segundo Sexo, As Inseparáveis é o romance autobiográfico que conta a história da amizade passional que uniu Sylvie (Simone de Beauvoir) e Andrée (Élisabeth Lacoin, a Zaza).

    Sylvie e Andrée se conhecem aos 9 anos no colégio Desir, numa Paris em meio à Primeira Guerra Mundial.

    Andrée é divertida, impertinente, audaciosa; Sylvie, mais tradicional e tímida, logo se sente irremediavelmente atraída por ela.

    No entanto, por trás da postura rebelde, Andrée tem de lidar com uma família católica fervorosa que, com suas tradições muito rígidas e ambiente opressor, está disposta a esmagar qualquer expressão de individualidade.

    Juntas, elas trilham o caminho para se libertar das convenções de sua época e das expectativas asfixiantes, mas não fazem ideia do preço trágico que terão de pagar pela liberdade e pelas ambições intelectuais e existenciais.

    As Inseparáveis relata as experiências que fundamentaram a revolta e a obra da grande filósofa francesa: sua emancipação e o antagonismo entre intelectuais e conservadores.

    Também retrata e denuncia uma sociedade hipócrita e fanática.

    Essa história catártica de Simone de Beauvoir, publicada com fotos pessoais e cartas trocadas entre as duas amigas, além de introdução de Sylvie Le Bon de Beauvoir, constitui um verdadeiro evento literário.

    A Cerimônia do Adeus

    No livro A cerimônia do Adeus, Simone de Beauvoir faz um relato pungente sobre os dez últimos anos de vida de Sartre, baseado no diário pessoal da autora e em vários testemunhos que recolheu.

    Simone fala sobre os problemas de saúde do companheiro e de seus últimos trabalhos, num tom ao mesmo tempo distante e comovente.Jean-Paul Sartre foi um dos maiores pensadores do século XX.

    Poucos intelectuais na história ousaram tanto e deixaram obra tão eclética.

    Ainda jovem, conheceu Simone de Beauvoir na Escola Normal Superior, em Paris, e logo a identificação foi total.

    Desde então, até a morte do escritor, em 1980, Simone foi sua companheira inseparável.

    O livro traz também um rico material de entrevistas realizadas por Simone com Sartre em diferentes épocas.

    Uma obra arrebatadora, verdadeira homenagem a um homem fascinante feita por uma das escritoras mais brilhantes de seu tempo.

    Balanço Final

    Desconto Encontrado

    O livro Balanço Final, publicado em 1972, é mais um testemunho dessa coerência e coragem que tornaram Simone uma escritora exemplar.

    Neste volume, ela continua seu projeto autobiográfico, mergulhando nas experiências da década anterior, reavaliando eventos de seu passado e compartilhando sua visão de mundo.

    O que torna este livro verdadeiramente cativante é a autenticidade desconcertante com a qual Simone se revela, oferecendo uma visão fascinante de sua própria vida e de suas reflexões profundas sobre o mundo.

    Não perca a oportunidade de se envolver nesta jornada intelectual e emocional com uma das maiores pensadoras do nosso tempo.

    A Força das Coisas

    Desconto Encontrado

    Explore a Fascinante Jornada de Simone de Beauvoir pós-Segunda Guerra Mundial!

    O livro A Força das Coisas é o terceiro livro de memórias de Simone de Beauvoir, uma viagem inigualável pelo cenário pós-Segunda Guerra Mundial.

    Testemunhe a habilidade ímpar da autora em narrar sua experiência como uma renomada pensadora.

    Com uma escrita sóbria e madura, Simone de Beauvoir nos leva a um mundo de reflexões profundas e insights inspiradores.

    A obra é um tesouro de histórias de viagens, desde suas aventuras na Espanha até suas explorações na Áustria.

    Além disso, você será imerso no cotidiano vibrante da intelectualidade francesa, com montagens de peças, publicações de livros e manifestos em revistas.

    Uma parte emocionante deste livro é dedicada às impressões de Simone sobre o Brasil, durante sua visita com Sartre, guiada por ninguém menos que Jorge Amado.

    É uma oportunidade única de ver o nosso país sob a perspectiva de uma das mentes mais brilhantes do século XX.

    Esta edição é mais do que uma simples tradução, é uma obra-prima cuidadosamente preparada.

    Conta com a tradução de Maria Helena Franco Martins e apresenta um prefácio inédito da renomada professora e pesquisadora Magda Guadalupe dos Santos.

    Prepare-se para uma jornada literária enriquecedora e emocionante, em A Força das Coisas, um livro que desvenda o mundo pós-guerra através dos olhos perspicazes de Simone de Beauvoir.

    As Belas Imagens

    Desconto Encontrado

    O livro As Belas Imagens é um dos últimos romances de Simone de Beauvoir, faz o leitor mergulhar nas profundezas da psicologia feminina e da moral burguesa na França pós-Segunda Guerra Mundial.

    À medida que Laurence questiona seus próprios valores e escolhas, você será levado a explorar temas universais como a passagem do tempo, a busca pela felicidade, a necessidade de ternura e o engajamento político.

    A intensidade única com que Simone de Beauvoir aborda essas questões a solidifica como uma das mentes mais influentes do século XX.

    Nesta edição especial, você encontrará uma tradução cuidadosa de Claude Gomes de Souza e um prefácio exclusivo da renomada professora e pesquisadora Magda Guadalupe dos Santos.

    Prepare-se para uma viagem literária que desafia convenções e mergulha nas complexidades da condição humana.

    As Belas Imagens é mais do que um romance; é uma exploração profunda da alma e um convite à reflexão sobre nossos próprios valores e escolhas na vida.

    O Sangue dos Outros

    França, década de 1940. Os alemães, aos poucos, vão tomando espaço nas ruas parisienses, levando um constante clima de tensão à outrora despreocupada burguesia francesa.

    Nesse cenário, conhecemos Hélène, uma jovem sonhadora e individualista, e Jean, um rapaz bem-nascido que decide abandonar seus privilégios para lutar pelas causas operárias e, mais tarde, juntar-se à resistência antifascista.

    A partir da relação amorosa que os dois vivem e das relações com as pessoas que os cercam, mergulhamos numa inebriante espiral de sentimentos e questionamentos profundos: O que é o amor?

    Qual o verdadeiro sentido da existência? Como nossas decisões afetam a vida alheia?

    O livro O Sangue dos Outros, publicado pela primeira vez em 1945, Simone de Beauvoir desenvolve os temas que a tornaram uma escritora consagrada.

    Seu olhar sobre as questões existencialistas, feministas e sobre a dicotomia coletividade versus individualidade envolverá o leitor do início ao fim deste clássico da literatura feminista.

    Uma Morte Muito Suave

    O livro Uma Morte Muito Suave é considerada uma das obras mais potentes de Simone de Beauvoir.

    Publicado pela primeira vez em 1964, o livro expõe um dos momentos mais difíceis da vida da escritora: a perda da mãe.

    Com uma narrativa vigorosa e comovente, Simone relata a angústia que envolveu a internação de sua mãe para tratar de uma fratura do fêmur após uma queda e sua morte algumas semanas depois, decorrente do câncer.

    Durante as duras semanas no hospital, Simone faz uma importante e impactante reflexão sobre corpo, velhice, vida, morte e existência.

    Esta edição conta com a tradução de Álvaro Cabral e traz um prefácio inédito da cineasta Lucia Murat, que usou este ensaio como uma das inspirações para o filme “Entre três atos”.

    A obra é relançada após 35 anos da sua última edição, como versão digital.

    https://www.youtube.com/watch?v=uCTg1UQmShM

    Última atualização em 2024-04-16 / Links afiliados / Imagens da API de publicidade de produtos da Amazon